flashback cmm006



A massa critica esteve uma vez mais nas ruas de Maputo. Foi a 6ª edição e entre todas as dificuldades começa a ser um acontecimento de invejável permanência. A propósito das dificuldades, o CMM desta vez não esteve tão critico. Foram apenas 3 pessoas que se fizeram á Praça da Independência. Até por lá passaram vários ciclistas, mas nenhum deles se juntou a nós. Aliás a já habitual cerimónia de abertura (duas voltas á Praça), foi impossibilitada pelos preparativos da grande festa por ocasião do 35º aniversário da Independência Nacional.

No entanto, a diversão entre os ciclistas esteve presente, como sempre. É compensador pedalar pela cidade, ver as construções, as estradas e os buracos, a luz amarelada… ver os maputenses, as suas caras preocupadas e cansadas, alegras e sorridentes, com pressa de mais um fim-de-semana… acelerar o ritmo cardíaco, estivar os músculos e abrir os poros. E como se não fosse suficiente, ter tudo isto fazendo algo mais além dos resultados imediatos é um gesto que se tem feito sentir por si mesmo, um gesto de consciência ambiental, urbana e humana.

Viva a bicicleta!

mais fotografias aqui

Critical mass was once again in the streets of Maputo. It was our 6th round and besides all difficulties it starts to be an event. Speaking of difficulties, CMM this time wasn’t so critical. There were only 3 bikers this time unfortunately at the Praça da Independência. There were a few cyclists that crossed our path though, but none of them joined us… a pity. Also, the already well known start of the CMM, the 2 spins around the actual roundabout of Praça da Independência wasn’t able to be done seeing that they were preparing the necessary things for the celebration of the 35th anniversary of the National Independence.

Against all odds, the feeling between the 3 brave cyclits of the CMM was amazing as always. It is a treat to pedal around town, seeing it as if never before, seeing new constructions, roads, the holes in the asfalt, the yellowish light, the people of Maputo, their worried or tired faces, hurrying for another weekend… it accelerates your heart rythm, your muscles strengthen and your pores open up. And as if that wasn’t enough, all of this adds to the immediate result of feeling you’re doing something great for yourself, for the environment, urban and human.

Hooray for bikes!

more photos here

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s